Language and Communication • Março de 2017

Joint fantasising as relational practice in Brazilian Portuguese interactions

This article is a result of the collaboration period I did with Professor Michael Haugh, at Griffith University in Brisbane, during my Doctorate studies.

Ler este artigo →

Nova Publishers • Dezembro de 2016

Relational Practices of Jocular Mockery: Humor in-between Connection and Separation

This is a chapter of the book entitled Humor - Emotional Aspects, Role in Social Interactions and Health Effects.

Edited by Holly Phillips 

Ler este artigo →

Catálogo • Fevereiro de 2015

Virei Viral - Identidades e Coletividades

Catálogo da exposição Virei Vital - Identidades e Coletividades 

 

Ler este artigo →

Griffith University Seminar • Abril de 2014

Meu seminário na Griffith University

Minha temporada de bolsa sanduíche está chegando ao fim, mas antes vou apresentar este seminário que é uma espécie de resumo de muita coisa que aprendi por aqui.

Ler este artigo →

Cadernos de Letras da UFF • Julho de 2013

Como tratar as identidades na pesquisa linguística

Este artigo investiga questões de identidades através da apresentação da tipologia desenvolvida por Vion (1995, 1996). Procuramos demonstrar que, aliada a noções seminais em Sociolinguística Interacional, como enquadres (BATESON, 2002) e gêneros (KERBRATORECCHIONI & TRAVERSO, 2004), a tipologia parece produtiva para entender as relações próximas em
sua complexidade e heterogeneidade.

PALAVRAS-CHAVE: identidades; tipos de discurso; relações próximas

Ler este artigo →

Via Litterae • Dezembro de 2011

Gestão de identidades em relações afetivas através do humor conversacional

Este artigo aborda a construção de identidades em relações afetivas através
do humor conversacional. Investiga o entre-lugar (CUCHE, 2002; BHABHA, [1998]
2005) de produção de identidades, em que humor e agressividade se mostram
presentes. Sob perspectiva da Análise da Conversa, adota a Análise de Categorização
de Pertença (ACP) no intuito de entender o que é considerado relevante no jogo de
construção de identidades em momentos de humor. O estudo se mostra relevante uma
vez que pretende contribuir com a demonstração de padrões de humor conversacional
sob uma perspectiva interacional, aprofundando discussões importantes tanto acerca
de humor, quanto de estratégias de identidades em contextos afetivos. As relações
analisadas demonstram a presença de sequências argumentativas de valor agressivo
(ANTAKI, 1994) solucionadas pela relevância a elementos interacionais de humor
demonstrando ora envolvimento do grupo, ora sentimentos de antagonismo.

Ler este artigo →

Revista Calidoscópio • Agosto de 2011

A co-construção do humor conversacional para encobrir diferentes objetivos interacionais

 Neste artigo, propomos contribuir para os estudos do humor conversacional em encontros informais, numa perspectiva interacional. Mostramos a co-construção do humor, entre amigos, com base no enquadre da brincadeira (Bateson, 2002), tendo em vista a superposição ou laminação dos enquadres (Goffman, 1974; Tannen e Wallat, 2002 [1987]; Gordon, 2008) e observando as pistas de contextualização (Gumperz, 1982), na sequência conversacional. Para isso, consideramos a gravação em áudio de encontros informais entre amigos, nos quais preparam saborosos pratos, totalizando 16 horas de gravação. Evidenciamos que (i) o humor co-construído pode funcionar como uma lâmina que encobre pedidos, (i) os participantes estão cientes de suas habilidades de manipularem enqua- dres, usando simultaneamente a brincadeira e algum outro enquadre e (iii) os pedidos encobertos pelo humor não são necessariamente atendidos.

Ler este artigo →